Seguidores

31 de março de 2010

Vavá não foi

Nosso querido Vavá da Matinha, o Osvaldo Oliveira, nos deixou hoje . Foi, mas deixa um legado do grande cantor e compositor. Pelas madrugadas e mesas boêmias dos bares navegará sempre pelos nossos ouvidos o seu grande bolero "Só castigo". Esteja em paz, Vavá. Biratan




SÓ CASTIGO
Osvaldo Oliveira
Ali está aquele amor
Que pertenceu a minha vida
A quem outrora eu chamava de querida
Fiquei surpreso quando aqui lhe avistei
Ali está distribuindo o seu amor neste recinto
Tudo é verdade, podes crer, pois eu não minto
Ali está a mulher que eu tanto amei
Agora ela está como queria
Com a vida que ela pediu a
DeusPois eu lhe dava o pão de cada dia
Não posso perdoar os erros seus
Reparem como ela está chorando
Mandou-me recado por um amigo
Pra mim ela é de gelo
Não ouço mais apelo
Voltar com ela só se for castigo

12 de março de 2010

Ao grande Glauco

Glauco foi e nos deixa órfão de um humor que cativava a todos.
Vítima da violência que grassa no País. Biratan